Mundo História e Atualidades

O Brasil é uma das potências emergentes que mais adquirem respeito nas questões internacionais, diplomacia, política e economia. Isso é resultado de uma mudança na abordagem das relações exteriores – viagens para aumentar as parcerias, fundação de Embaixadas e maiores vínculos com diversos países.

Tanto esforço tem um Objetivo, conseguir uma vaga como membro permanente no Conselho de Segurança da ONU, importante organização de poder e influência global. Nosso país já vem conquistando espaço e participação nas ações das Nações Unidas.

1x1.trans Brasil na ONU   Participação Política, Discursos e Atualidades

O Brasil já um membro temporário do Conselho de Segurança, possui delegações permanentes em Nova York (com a embaixadora Maria Luiza Viotti) e Genebra (embaixadora Maria Nazareth Farani Azevedo).

As delegações representam o Brasil nas negociações da ONU e seus órgãos como Assembleia Geral, Conselho Econômico e Social, além do já citado Conselho de Segurança (CSNU).

Ao CSNU está a responsabilidade primária pela paz e segurança internacionais, para tanto realiza operações de manutenção da paz. Atualmente, há 16 operações de Paz ativas no mundo, das quais 9 contam com a presença do Brasil(com cerca de 2.200 militares e policiais) – a atuação mais conhecida mundialmente é a no Haiti (vide foto).

1x1.trans Brasil na ONU   Participação Política, Discursos e Atualidades

O CSNU é formado por 5 membros permanentes com poder de veto (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia), além de 10 não-permanentes (eleitos para mandatos de dois anos).

Há uma pressão para aumentar o número dos membros permanentes e não-permanentes, especialmente pelos países emergentes do G4, pois os países em desenvolvimento contribuem com cerca de 90,5 % das forças militares nas operação das Nações Unidas. Essa reforma levaria a uma maior representatividade da Organização, maior transparência e justiça.

Atualidades e Notícias:

A primeira presidente mulher do Brasil, Dilma Rousseff, foi em setembro de 2011 a primeira mulher a abrir uma Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Esta foi a 66ª edição da Conferência Internacional, a qual foi realizada em Nova Iorque, EUA.

 “É com humildade pessoal, mas com justificado orgulho de mulher, que vivo este momento histórico”, declarou Dilma.

A Presidente discursou sobre a realidade e perspectivas da Mulher no mundo, falou também sobre Pobreza, Saúde, superação da Crise Econômica, entre outros assuntos, como a criação do Estado Palestino, a qual declarou essencial para a paz no Oriente Médio.

 “O mundo se defronta com uma crise que é ao mesmo tempo econômica, de governança e de coordenação política”

“os brasileiros se solidarizam com a busca de um ideal que não pertence a nenhuma cultura, porque é universal: a liberdade”.

Confira abaixo um Vídeo com os melhores momentos do Evento e os debates propostos:

** O que achou do Post e das Informações? Deixe seu Comentário sobre a crescente participação e respeito internacional do Brasil…

Fonte: Ministério das Relações Exteriores do Brasil.